• Somochilar

DICAS PRÁTICAS SOBRE A TRILHA DO MORRO DA URCA

Atualizado: Jun 23


Diário de uma mochileira


02/04/2017


Assim que comecei a fazer trilha, põe tempo nisso, não lembro os detalhes, somente que subi o Costão de Itacoatiara de chinelo... Hahahaha. Mas não é aconselhável fazer trilha de chinelo, ok? Atualmente, não quero esquecer esses momentos maravilhosos onde estou em contato com a natureza e é, ultimamente, onde me sinto em paz. Por isso, pelo menos, agora posto as fotos no Facebook e no site para não esquecer.


E com essa vibe de paz e amor foi que achei uma turma muito disposta no Facebook a levar-me aos lugares mais incríveis do Rio de Janeiro. Eles se chamam Loukos por Trilha. E são bem loucos mesmo! Tem grito de guerra, fazem alongamento antes de subir e nos guiam por gostarem da aventura de estar explorando nossa mata e, acima de tudo, gostam de pessoas. Isso pra mim é ser louko hoje em dia. Compartilhar o que sabem pelo simples prazer de se conectar. E eles não cobram nada por isso!


E dessa vez foi o Morro da Urca, onde no topo dá pra ver o Corcovado e Cristo Redentor, enseada de Botafogo, a Baía de Guanabara, as praias de Botafogo e Flamengo, o Morro da Babilônia, o Centro da cidade, Niterói e suas praias oceânicas e, ao fundo, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, com o pico “Dedo de Deus” se destacando no horizonte em dias de céu limpo. Uma curiosidade aos amantes de História: foi na Urca que a cidade do Rio de Janeiro foi fundada! Saiba mais clicando aqui. E se quiser saber mais sobre o Rio Antigo, clique aqui.


Logo depois dos prints e fotos, dou dicas importantes para fazer a trilha e indico alguns parceiros, através de links, que podem te ajudar nessa aventura.







Dicas Importantes



O que levar para a trilha:

Leve 2L de água congelada, protetor solar, repelente, óculos, roupa de banho, toalha pequena, bota confortável, chinelo, chapéu ou boné. E vá de calça folgada, se possível. O risco de acidente é baixo, mas toda proteção é bem vinda! Acesse aqui e renove seu mochilão!


Como é a trilha do Morro da Urca:

A trilha começa na pista Cláudio Coutinho, perto da Praia Vermelha. Busquei essas dicas em um site chamado Trilha Transcarioca e no MONA que oferecem todas as informações de como as trilhas da nossa mata estão sendo abertas e preservadas. Inclusive, quem quiser se voluntariar para estar mais em contato com a natureza e saber como ela funciona, é só entrar e se inscrever no sites.


Caso você pretenda fazer trilha no verão, cuidado com pancadas de chuva. Não é muito recomendável. O nível da trilha é fácil, com 1,9 km de distância, por volta de 1h de duração. Quem já faz caminhada, não irá cansar com facilidade. E se a turma for divertida, o cansaço desaparecerá. Toda a trilha é sinalizada com as pegadas abaixo:



Se reparar bem, o Cristo Redentor está desenhando nelas.



Como chegar à trilha do Morro da Urca:

Há um app chamado Moovit, caso você vá de ônibus. Ele indica os melhores ônibus, paradas e sinaliza onde você deve descer. Pelo Google você também pode pesquisar.


Sempre coloco o trajeto a partir da Central do Brasil, pois é onde fica concentrado um maior número de transportes (Metrô, Trem, VLT, Ônibus, Táxi, Uber).


Ah... E é preciso ficar atento aos furtos, apesar de haver segurança no local.


Valor da visita ao Morro da Urca:

A trilha é gratuita. Na subida da Pista Cláudio Coutinho há uma placa dizendo que não é permitido ir de bike e nada motorizado, dentre outras coisas que degradam o local.


A estação dos bondinhos fica na entrada, ao lado direito do início da trilha, caso dê vontade de curtir uma onda aérea. E, por falar em onda aérea, no topo do Morro dá pra fazer passeios de helicóptero. O bondinho e os passeios de helicóptero são pagos, claro.


Atenção! Antes de visitar o local, acesse o site oficial para conferir se não há alteração na programação/funcionamento:

Avenida Pasteur, 520 – Urca, Tel. Phone (21) 2546-8433

Horário: Todos os dias, das 6h às 18h / Bondinho das 8h às 21h

www.bondinho.com.br

http://www.monapaodeacucar.com/


Comércio/Hospedagem/Mochilão no Morro da Urca:

É possível encontrar banheiros, água potável, transporte, lanchonete e informações turísticas antes de subir a trilha e na chegada ao topo do Morro. Os preços dos lanches e refeições são acessíveis, mas nada impede de você levar seu próprio lanche.


A trilha e a praia estão em uma área protegida pelos militares, então é possível sentir um pouco de segurança no local.


E se quiser hospedagem na Urca ou em outro lugar, clique aqui.



Gostou do blog? O Somochilar participa de programas de afiliados de empresas relacionadas à viagem. Isso significa que se você fizer alguma compra ou reserva através da página aqui no blog você nos ajuda com uma pequena comissão. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo para o Blog! Obrigada!


10 visualizações

©2020 por @somochilar