• Somochilar

JAZZ NA KOMBI EM PLENA PANDEMIA É POSSÍVEL?

A primeira vez que me encantei verdadeiramente pelo jazz foi por causa da Diana Krall. você a conhece? Que voz e arranjo... Pelo amor de Deus! E foi em um momento tão romântico da minha vida... Hehehehe. Ela veio pra ficar. E ele também ∞.


A partir de então, minha gente, a busca pelos melhores foi intensa. Apure seu ouvido e deixa-se levar pelo ritmo. Acredite, sua alma será tocada. Por esse sentimento que, acredito, fui levada a conhecer o projeto Jazz na Kombi. Criado em 2014, começou a chamar minha atenção pela ousadia do seu criador. Levar o jazz pra rua, o jazz raiz, de acordo com algumas pesquisas que fiz pela net, através de uma Kombi e com um repertório totalmente inovador, no mínimo é maravilhoso!


O jazz é expressão artística, polêmica da sociedade, inclusive. Surgiu como manifestação popular negra, nos EUA, no meio cultural mais diverso possível. Hitler até proibiu de ser tocado na Alemanha, imagine o motivo? E aqui no Brasil, na Era Vargas, devido ao projeto nacionalista, começou a ser proibido também. E depois se tornou elitizado tocado, principalmente, em ambientes fechados. Sugiro ouvir um podcast sinistro sobre a origem do jazz aqui.


Dito isto, a música nunca morre, colega! Por isso estou aqui, assim como o Jazz na Kombi. Quero popularizar mais o Jazz! Levar o jazz àquele que necessita de algo revolucionário e motivador em sua vida. Mostrar outra perspectiva da realidade. Se sua bolha está te incomodando, então sugiro conhecer esse manifesto musical, a tomar um vinho ou suco de uva perto da lareira, da cama, do sofá... Sozinha ou acompanhada. Delícia!


Ah, caso queira ficar por dentro dos projetos culturais em geral, a Funarte (Fundação Nacional de Artes - órgão do Governo Federal) ajuda nesse quesito. Clique aqui e veja. E Até este momento, a EBC (Empresa Brasil de Comunicação – empresa pública federal) estava atualizando os eventos onde o Jazz na Kombi iria participar. Torçamos para que continue assim! Amém!


O evento abaixo aconteceu na Fundição Progresso, em 09/2016. E adivinha quem estava lá? Eu! Clique nas imagens e serás levado, respectivamente, ao edital de classificação dos projetos culturais a serem apresentados em vários lugares do Brasil e ao álbum de fotos do Jazz na Kombi:





Gostou do blog? O Somochilar participa de programas de afiliados de empresas relacionadas à viagem. Isso significa que se você fizer alguma compra ou reserva através dos links aqui no blog você nos ajuda com uma pequena comissão. Você não paga nada mais por isso e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo para o Blog! Obrigada!


22 visualizações

©2020 por @somochilar